domingo, 13 de setembro de 2009

Letras e Superfícies

A Partir de hoje tentarei sempre postar as frases que enquadro em diferentes superfícies (paredes, muros, pára-choques, patrimônios públicos, camisetas, mochilas etc), a idéia não é nova e um dos caras que admiro é que faz muito isso: o Eduardo Galeano.

Comecemos por Maringá:

No muro em frente à Universidade Estadual de Maringá:
“Uma morte é uma tragédia, um milhão de mortes é estatística”
Na escadaria do mirante da igreja de Maringá, faltando apenas 180 degraus:
“Falta pouco, 1938 degraus”

Nenhum comentário: